Melhorar o serviço ao cliente com um robô de farmácia

Novas tecnologias .
12 Agosto 2020

As novas tecnologias permitem-nos melhorar o nosso trabalho e fornecer valor ao cliente, mas normalmente procuramo-las "fora" da nossa farmácia, gerando contactos ou procurando acordos com fornecedores. No entanto, porque não começamos por introduzir inovações no nosso trabalho do dia-a-dia NAS nossas instalações?

 

Hoje queremos falar-vos de farmácias robóticas. Podemos dizer que a robotização de uma farmácia se baseia simplesmente na substituição de gavetas ou prateleiras tradicionais por um robô farmacêutico. 

 

Como funciona uma farmácia com um robô?

A farmácia automatizada assume a gestão logística da distribuição do medicamento ao longo de toda a sua cadeia de valor. Isto significa que o robô assume a gestão do medicamento do princípio ao fim

 

Quando o camião de entrega chega, o mecanismo começa a carregar as prateleiras da farmácia com a encomenda efectuada. Como? Graças ao facto de cada caixa de medicamentos passar por várias câmaras, o robô pode lê-los e classificá-los por marca, tipo e/ou data de validade, enquanto os encomenda na sua prateleira interna da forma mais adequada. 

 

Além disso, um robô não comete erros, pois não confunde os medicamentos e submete os processos automáticos a um processo sem falhas.

 

E onde cai a droga que o farmacêutico encomendou através do computador? Com este sistema, o medicamento cai ao lado da pessoa que o está a administrar, o que dá uma imagem modernizada e mais humana da farmácia. 

 

Com este simples gesto estamos a dar ao farmacêutico mais tempo para interagir com o cliente, seja para o benefício de uma consulta específica ou uma oportunidade de oferecer novos artigos. 

 

Geração de dados, outra grande vantagem

O próprio robô gera muitos dados sobre o que é vendido, a que horas, e a que horas, entre outros. Isto permite ao próprio sistema automatizado saber quando ter certos medicamentos disponíveis, e pode mesmo gerar a nota de encomenda.

 

Graças à Inteligência Artificial, quanto mais anos o sistema tiver funcionado, mais rico será e melhores serão as bases de dados que será capaz de gerar. 

 

Vale a pena trabalhar para um robô?

Na verdade, como dissemos no início, trata-se apenas de mudar os armários com pegas para o robô. Graças à modularidade de alguns modelos, os robôs cabem quase sempre no espaço disponível. E como com um sistema de armário comum, podem ser acrescentados elementos mais longos e/ou mais curtos, e é extensível numa data posterior.

 

A montagem é assim rápida e simples. 

 

Em suma, estas são as principais vantagens da automatização das farmácias:

 

  • Poupar tempo de distribuição e reabastecimento: a velocidade de distribuição de um robô farmacêutico é muito elevada, variando entre 250 a 700 referências por hora.
  • Aumento das vendas na sua farmácia: não só melhorará os seus conselhos e consultoria, mas também estará mais próximo das necessidades dos seus clientes, podendo recomendar produtos ou serviços que complementem o seu tratamento.
  • Controlo de stocks e inventário: de uma forma muito mais rápida, simples e fiável.
  • Melhore a imagem das suas instalações: o robô ajudá-lo-á a oferecer uma imagem mais moderna e humana da sua farmácia.
  • Controlo periódico dos resultados: isto permitir-lhe-á fazer ajustamentos na forma de trabalhar, se necessário.

 

Atreve-se a levar a sua farmácia para o século XXI connosco?

Partilhar este artigo
Ao usar este website, está a aceitar a utilização de cookies para análise, conteúdo personalizado e apresentação de anúncios.